Follow by Email

Seguidores

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

UFRJ desenvolve trem que levita sobre trilhos

Shelton Figueiredo nos conta que pesquisadores da Universidade Fedral do Rio de Janeiro estão em fase de conclusão de um modelo de trem que levita sobre os trilhos.
Baseado em uma tecnologia de imãs e um supercondutor refrigerado por Nitrogênio líquido, a condução ligará dois pavilhões da universidade até o final do ano, segundo o professor Richard Stephan que integra a pesquisa que vem sendo desenvolvida há dez anos.

Confira esta e outras novidades que tornarão o dia-a-dia melhor e mais ecológico.
Visite Banco do Planeta em:
http://www.bancodoplaneta.com.br/?xg_source=msg_mes_network
Assista ao vídeo é imperdível... Avança Brasil

4 comentários:

  1. Olá Lúcia estava ausente pois tirei uns dias de férias, agora estou de volta e posso fazer as visitinhas que gosto muito, pois aprendo a cada passeio pelos blogs dos amigos e o teu é um cantinho muito especial.
    Interessante este trem, vou dar uma olhada no assunto para me informar mais.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  2. Olá Lucia!

    Estás parada por causa do frio e eu pelo calor.
    Menina, qualquer esforcinho que faça já fico banhada de suor, o jeito é ficar paradona mesmo, ainda mais que junta o calorão da menopausa...um horror!

    Eu adoro o verão mais ultimamente, não vejo a hora que chegue o outono e inverno para voltar a fazer meus trabalhos, por enquanto, a minha inspiração está bloqueada, ahahah...

    Melhoras para o maridão.
    Um forte abraço.

    ResponderEliminar
  3. oi Lúcia! adorei esta ideia - vai ser muito bom para o planeta- nossa faz um tempão qe não entro no banco do planeta! tenho que ir lá ver as novidades
    bjs

    ResponderEliminar
  4. Oi,amiga.....tbm gostei....tenho lido seu blog sempre....o pc aqui de casa é que anda muito lento.....é o calor !!!!!bjcas e até....Nesta sexta(amanhã0vou receber um Lisboeto.....primo do meu marido !!!Vamos nos encontrar para falar sobre a terrinha !!!!!

    ResponderEliminar