Follow by Email

Seguidores

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Bandeiras do Mar

Quando chega o verão, nos sentimos atraídos pelo mar.
Multidões se reúnem nas praias buscando um contacto com as ondas que nos proporcionam prazer e descanso, porém o caminhar do ser humano deixa sua trilha fatal nas areias da praia.
Milhões de sacolas de plásticos e de todo o tipo são largados na costa, o vento e as marés se encarregam de arrastá-los para o mar.
Uma sacola pode navegar várias dezenas de anos sem se degradar.
As tartarugas marinhas confundem-nas com as medusas e as comem, sufocando-se na tentativa de engoli-las.
Milhares de golfinhos também morrem sufocados…
Eles não têm capacidade para reconhecer os lixos dos humanos, até porque, "tudo o que flutua no mar se come".
A tampa plástica de uma garrafa, de maior consistência do que a sacola plástica, pode permanecer inalterada, navegando nas águas do mar por mais de um século.
O Dr. James Ludwig, que estava estudando a vida do albatroz na ilha de Midway, no Pacífico, a muitas milhas dos centros povoados, fez uma descoberta espantosa.
Quando começou a recolher o conteúdo do estômago de oito filhotes de albatrozes mortos, encontrou: 42 tampinhas plásticas de garrafa, 18 acendedores e restos flutuantes que, em sua maioria, eram pequenos pedaços de plástico.
Esses filhotes haviam sido alimentados por seus pais que não conseguiram fazer a distinção dos desperdícios no momento de escolher o alimento.A próxima vez em que Você for à sua praia preferida, talvez encontre na areia
lixo que outra pessoa ali deixou
Não foi lixo deixado por Você, porém, é SUA PRAIA,
é o SEU MAR,
é o SEU MUNDO e Você deve fazer
algo por ele.
Não se pode defender o que não se ama, e, não se pode amar o que não se conhece".

quinta-feira, 28 de maio de 2009

APAIXONAR


Apaixone-se definitivamente pelo SEU SONHO.

O sonho de ninguém deve ser mais apaixonante
que o seu.

Apaixone-se pelo SEU TALENTO,
mesmo que seu crítico insista para
você escolher realizar outras coisas,
mais "convenientes".

Apaixone-se pelo SEU CORPO,
mesmo que ele esteja fora de forma,
pois de "qualquer forma" ele é a única
casa que você realmente possui.

Apaixone-se pelas SUAS MEMÓRIAS mais deliciosas,
ninguém pode tirá-las de dentro de você e elas são
excelentes fontes de inspiração em momentos de dor.

Apaixone-se PELAS BESTEIRAS SAUDÁVEIS
que passam por sua mente entre um e outro
momento de estresse, elas ajudam a sobreviver.

Apaixone-se primeiro POR ALGUÉM.
Não espere alguém se apaixonar antes por você,
só por garantia e segurança .

Apaixone-se PELA DANÇA DA VIDA,
que está sempre em movimento dentro da gente,
mas que, por defesas nós teimamos em algemar.

Apaixone-se mais PELO SIGNIFICADO DAS COISAS
que você conquistar do que pelo seu valor material.

Apaixone-se por SUAS IDEIAS,
mesmo que tenham dito que elas não
serviam pra nada.

Apaixone-se definitivamente POR VOCÊ!

terça-feira, 26 de maio de 2009

VAI DESISTIR ?

O superstar do basquete, Michael Jordan, foi cortado do time de basquete da escola.

O General Douglas MacArthur foi recusado na Academia Militar de West Point, não uma vez, mas duas.
Quando tentou pela terceira vez, foi aceito e marchou para os livros de história.

Winston Churchill repetiu a sexta série. Veio a ser primeiro ministro da Inglaterra somente aos 62 anos de idade, depois de uma vida de perdas e recomeços.
Sua maior contribuição aconteceu quando já era um "cidadão idoso".

Albert Einstein não sabia falar até os 4 anos de idade e só aprendeu a ler aos 7.
Sua professora o qualificou como "mentalmente lerdo, não-sociável e sempre perdido em devaneios tolos".
Foi expulso da escola e não foi admitido na Escola Politécnica de Zurique.

Em 1944, Emmeline Snively, diretora da agência de modelos Blue Book Modeling, disse à candidata Norman Jean Baker ( Marilyn Monroe) : "É melhor você fazer um curso de secretariado, ou arrumar um marido. "

Quando Alexander Graham Bell inventou o telefone, em 1876, não tocou o coração de financiadores com o aparelho. O Presidente Rutheford Hayes disse: "É uma invenção extraordinária, mas quem vai querer usar isso ?"

Thomas Edison fez duas mil experiências para conseguir inventar a lâmpada. Um jovem repórter perguntou o que ele achava de tantos fracassos. Edison respondeu : "Não fracassei nenhuma vez. Inventei a lâmpada. Acontece que foi um processo de 2.000 passos."

Aos 46 anos, após anos de perda progressiva da audição, o compositor alemão Ludwig van Beethoven ficou completamente surdo. No entanto, compôs boa parte de sua obra, incluindo três sinfonias, em seus últimos anos.

Por isso não devemos achar nunca que NOSSO TEMPO acabou . Enquanto estivermos aqui, há algo para aprendermos e, muito possivelmente, alguém para aprender conosco também.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

VIDA -Texto de Charles Chaplin

“Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e
esquecer pessoas inesquecíveis”.
Já fiz coisas por impulso,
Já me decepcionei com pessoas
quando nunca pensei me decepcionar,
mas também decepcionei alguém.
Já abracei para proteger,
Já dei risada quando não podia,
Já fiz amigos eternos
já amei e fui amado,
mas também
já fui rejeitado,
Já fui amado e não soube amar.
Já gritei e pulei
de tanta felicidade,
já vivi de amor
e fiz juras eternas,
mas "quebrei a cara"
muitas vezes!
Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
Já liguei só para escutar uma voz,
Já me apaixonei por um sorriso,
Já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e...
...tive medo de perder alguém especial
(e acabei perdendo)! Mas sobrevivi!
E ainda vivo!
Não passo pela vida...
e você também não deveria passar. Viva!!!
Bom mesmo é ir a luta com determinação,
abraçar a vida e viver com paixão,
perder com classe e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e
A VIDA É MUITO
para ser insignificante"

sexta-feira, 22 de maio de 2009

LUAR... BELO LUAR


Ludwig Van Beethoven, que nasceu no ano de 1770, na Alemanha, e faleceu em 1827, em Viena, na Áustria...


  • Beethoven vivia um desses dias tristes, sem brilho e sem luz. Estava muito abatido pelo falecimento de um príncipe da Alemanha, que era como um pai para ele...
    O jovem compositor sofria de grande carência afectiva. O pai bebia e o agredia fisicamente. Faleceu na rua, por causa do alcoolismo...
    Sua mãe morreu muito jovem. Seu irmão biológico nunca o ajudou em nada, e, some-se a tudo isto, o fato de sua doença agravar-se. Sintomas de surdez, começavam a perturbá-lo, ao ponto de deixá-lo nervoso e irritado...
    Beethoven somente podia escutar usando uma espécie de trombone acústico no ouvido.
    Ele carregava sempre consigo uma tábua ou um caderno, para que as pessoas escrevessem suas ideias e pudessem se comunicar, mas elas não tinham paciência para isto, nem para ler seus lábios...
    Notando que ninguém o entendia, nem o queriam ajudar, Beethoven se retraiu e se isolou.
    Foi por todas essas razões, que o compositor caiu em profunda depressão. Chegou a redigir um testamento, dizendo que iria se suicidar...
    A ajuda chega através de uma moça cega, que morava na mesma pensão pobre, para onde Beethoven havia se mudado e lhe fala quase gritando:

    “Eu daria tudo para enxergar uma Noite de Luar”

    Beethoven se emociona …. Afinal, ele podia ver!
    Ele podia escrever sua arte nas pautas...
    A vontade de viver volta-lhe renovada e ele compõe uma das músicas mais belas da humanidade: “Sonata ao Luar”
    No seu tema, a melodia imita os passos vagarosos de algumas pessoas, possivelmente, os dele e os dos outros, que levavam o caixão mortuário do príncipe, seu protector...
    Alguns estudiosos de música dizem que as três notas que se repetem, insistentemente, no tema principal do 1º movimento da Sonata, são as três sílabas da palavra “why”? ou outra palavra sinónima, em alemão...
    Anos depois de ter superado o sofrimento, viria o incomparável Hino à Alegria, da 9ª sinfonia, que coroa a missão desse notável compositor, já totalmente surdo.Hino à Alegria expressa a sua gratidão à vida e a Deus, por não haver se suicidado...
    Tudo graças àquela moça cega, que lhe inspirou o desejo de traduzir, em notas musicais, uma noite de luar...
    Usando sua sensibilidade, Beethoven retratou, através da melodia, a beleza de uma noite banhada pelas claridades da lua, para alguém que não podia ver com os olhos físicos.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

COMECE A PINTAR....







Tem momentos em nossa vida que tudo se parece cinza.
Às vezes a coisa fica tão preta, tão preta…
que o mundo desaba em nossa cabeça.
Daí por diante, perde-se o rumo, o brilho nos olhos, a motivação
e muitas dúvidas
persistem em chegar.

Saiba que a vida tem a cor que você pinta,

Em suas mãos, Deus colocou os pincéis certos...
e as tintas necessárias para a realização da grande obra da Criação.

Se você quer dias mais azuis é preciso trabalhar para que isto aconteça.
É preciso muita determinação e coragem
para realizar suas metas e objectivos
deixando-as em um lugar muito especial,
que os entusiasmados pela vida,
costumam chamar carinhosamente de felicidade.

Ninguém, a não ser você, comanda o seu destino...
Faça a diferença e pinte a sua vida
com cores especiais,
com intensidade, paixão
e muita vibração.

Saia da “Caverna” e viva cada momento com intensidade, agradecendo por ele existir…






PRA QUE SERVE UMA RELAÇÃO?


Definição mais simples e exacta sobre o sentido de mantermos uma relação?

"Uma relação tem que servir para tornar a vida dos dois mais fácil"
vou dar continuidade a esta afirmação
porque o assunto é bom, e
merece ser desenvolvido.

Algumas pessoas mantém relações
para se sentirem integradas na sociedade,
para provarem a si mesmas que são capazes de ser amadas,
para evitar a solidão,
por dinheiro ou
por preguiça.

Todos fadados à frustração.
Uma armadilha.

Uma relação tem que servir para
você se sentir 100%
à vontade com outra pessoa,
à vontade para concordar com ela e discordar dela,
para ter sexo sem não-me-toques ou
para cair no sono logo após o jantar,
pregado.
Uma relação tem que servir
para você ter com quem ir
ao cinema de mãos dadas,
para ter alguém que instale o som novo,
enquanto você prepara uma omelete,
para ter alguém com quem viajar para um país distante,
para ter alguém com quem ficar em silêncio,
sem que nenhum dos dois se incomode com isso.
Uma relação tem que servir para,
às vezes, estimular você
a se produzir, e,
quase sempre,
estimular você a ser do jeito que é,
de cara lavada uma pessoa bonita
a seu modo.
Uma relação tem que servir para
um e outro se sentirem amparados
nas suas inquietações,
para ensinar a confiar,
a respeitar as diferenças que há entre as pessoas, e
deve servir para fazer os dois se divertirem demais,
mesmo em casa,
principalmente em casa.
Uma relação tem que servir para

cobrir as despesas um do outro num momento de aperto,
e cobrir as dores um do outro num momento de melancolia,
e cobrirem o corpo um do outro, quando o cobertor cair.
Uma relação tem que servir para
um acompanhar o outro no médico,
para um perdoar as fraquezas do outro,
para um abrir a garrafa de vinho e
para o outro abrir o jogo, e
para os dois abrirem-se para o mundo,
cientes de que o mundo
não se resume
aos dois.
Texto
Drauzio Varela
médico oncologista e escritor

EDUCAÇÃO..podemos fazer a diferença!




A professora Teresa

conta que no seu primeiro dia de aula parou
em frente aos seus alunos da 5ª série e,
lhes disse que gostava de todos por igual.
No entanto,
ela sabia que isto era quase impossível,
já que na primeira fila estava sentado
um garoto chamado Ricardo.
Ela, aos poucos, notava que ele
não se dava bem com os colegas de classe e muitas vezes suas roupas estavam sujas
e cheiravam mal.
Houve até momentos em que ela sentia
um certo prazer em lhe dar notas vermelhas
ao corrigir suas provas e trabalhos.
Ao iniciar o ano lectivo,
era solicitado a cada professor
que lesse com atenção a ficha escolar dos alunos, para tomar conhecimento das anotações.
Ela deixou a ficha de Ricardo por último.
Mas quando a leu foi grande a sua surpresa...

Ficha do 1º ano:

“Ricardo é um menino brilhante e simpático. Seus trabalhos sempre estão em ordem
e muito nítidos.
Tem bons modos e é muito agradável
estar perto dele.”

Ficha do 2º ano:

“Ricardo é um aluno excelente e
muito querido por seus colegas,
mas tem estado preocupado com sua mãe
que está com uma doença grave e
desenganada pelos médicos.
A vida em seu lar deve estar sendo muito difícil.”

Ficha do 3º ano:

“A morte de sua mãe foi um golpe muito duro para Ricardo.
Ele procura fazer o melhor,
mas seu pai não tem nenhum interesse e
logo sua vida será prejudicada se ninguém
tomar providências para ajudá-lo.”

Ficha do 4º ano:

“Ricardo anda muito distraído e
não mostra interesse algum pelos estudos.
Tem poucos amigos e muitas vezes
dorme na sala de aula.”

Ela se deu conta do problema
e ficou terrivelmente envergonhada...
E ficou pior quando se lembrou dos lindos presentes de Natal que ela recebera dos alunos, com papéis coloridos, excepto o de Ricardo,
que estava enrolado num papel de supermercado.
Lembrou que abriu o pacote com tristeza, enquanto os outros garotos riam ao ver que era uma pulseira faltando algumas pedras
e um vidro de perfume pela metade.
Apesar das piadas ela disse que o presente
era precioso e pôs a pulseira no braço
e um pouco de perfume sobre a mão.
Naquela ocasião Ricardo ficou um pouco mais
de tempo na escola do que o de costume.
Relembrou, ainda, que ele lhe disse:
- A senhora está cheirosa como minha mãe!
E, naquele dia, depois que todos se foram,
a professora chorou por longo tempo...
Em seguida, decidiu mudar sua maneira
de ensinar e passou a dar mais atenção
aos seus alunos, especialmente a Ricardo.
Com o passar do tempo ela notou
que o garoto só melhorava.
E quanto mais ela lhe dava carinho e atenção, mais ele se animava.
Ao finalizar o ano lectivo,
Ricardo saiu como o melhor da classe.
Seis anos depois, recebeu uma carta de Ricardo contando que havia concluído o segundo grau
e que ela continuava sendo a melhor professora que tivera.
As notícias se repetiram
até que um dia ela recebeu uma carta assinada
pelo Dr. Ricardo Stoddard, seu antigo aluno,
mais conhecido como Ricardo.
Mas a história não terminou aqui...
Tempos depois recebeu o convite de casamento e a notificação do falecimento do pai de Ricardo.
Ela aceitou o convite e no dia do casamento estava usando a pulseira que ganhou de Ricardo anos antes, e também o perfume.
Quando os dois se encontraram,
abraçaram-se por longo tempo e Ricardo
lhe disse ao ouvido:
“Obrigado por acreditar em mim
e me fazer sentir importante,
demonstrando-me que posso fazer a diferença.”
E com os olhos banhados em lágrimas sussurrou:
“Engano seu! Depois que o conheci
aprendi a leccionar e a ouvir os apelos silenciosos que ecoam na alma do educando.

Mais do que avaliar as provas e dar notas,
o importante é ensinar com amor
mostrando que sempre é possível
fazer a diferença...”
Afinal,
o que realmente faz a diferença?
É o fazer acontecer
a solidariedade, a compreensão,
a ajuda mútua
e o amor entre as pessoas...
O resto vem por acréscimo...

quarta-feira, 20 de maio de 2009

SEGREDO....


O segredo é não correr atrás das borboletas...


É cuidar do jardim para que ela venham até você


Mário Quintana...


Cuide de você, sonhe , realize, busque se conhecer, se descobrir, isso atrairá pessoas para o seu lado que tenham um olhar parecido com o seu , e com isso descobrirá mais de si, do mundo e do homem... desejo que o seu jardim seja sempre florido, verdinho em todas as épocas, porque o tempo é hoje e agora, não deixe nada e ninguém fazer de você uma flor murcha e o que está ao seu redor ficar sem vida... busque o fôlego de vida em Deus, e Ele mandará a chuva fora de tempo que irá regar o sue jardim.... você é um jardim ... floresça.....

Métrica do coração....



"Quem não compreende um olhar, tampouco compreenderá uma longa explicação "

Mário Quintana




PAUSA



“Na pausa não há música, mas a pausa ajuda a fazer a música”.

Na melodia da nossa vida a música é interrompida aqui e ali por "pausas”…
E nós, sem refletirmos, pensamos que a melodia terminou
Deus nos envia, às vezes, um tempo de parada forçada.
Pode ser uma provação, planos fracassados, ou esforços frustrados.
Na verdade é preciso fazer… uma pausa...
Mas como é que o maestro lê a pausa?
Ele continua a marcar o compasso com a mesma precisão e toma a nota seguinte com firmeza, como se não tivesse havido interrupção alguma.

Deus segue um plano ao escrever a música de nossa vida.

A nossa parte deve ser aprender a melodia e não desmaiar nas "pausas".
Elas não estão ali para serem passadas por alto ou serem omitidas, nem para atrapalhar a melodia ou alterar o tom….. E sim para aprimorar ….
Se olharmos para cima, Deus mesmo marcará o compasso para nós.
Não nos esqueçamos, contudo, de que “ela ajuda a fazer a música”.
Com os olhos Nele, vamos aferir a próxima nota com toda a clareza sem murmurarmos tristemente: “Na pausa não há música”.
Compor a música da nossa vida é geralmente um processo lento e trabalhoso….
Com paciência, Deus trabalha para nos ensinar
Lembre-se, a pausa não dura muito, é apenas um tempo suficiente para que você se renove e continue...
Ela apenas serve para continuar a música!!!
Olhe melhor a sua volta... Viva a Vida!
Pare! E aceite a pausa, você merece ser mais amado e amar, sonhar, sorrir, cantar e ser feliz, muito mais feliz!!!

terça-feira, 19 de maio de 2009

QUASE

Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase….
É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi.

Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou.

Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cor, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos “bom dia", quase que sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz.

A paixão queima, o amor
enlouquece, o desejo trai
.
Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são.
Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance; para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência, porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer.

O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo.

De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma
Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance.

Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar…

Desconfie do destino e acredite em você.
Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque,
embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.”
Luiz Fernando Veríssimo
AMOR VIDA MEDO REALIZAR SONHO SAUDADE ALMA ROMANCE

segunda-feira, 18 de maio de 2009

voo livre



Já observou a atitude
dos pássaros ante às adversidades?
Ficam dias e dias fazendo seu ninho, recolhendo materiais, às vezes trazidos de locais distantes...
E quando já ele está pronto e estão preparados para por os ovos, as inclemências do tempo ou
a ação do ser humano ou de algum animal destrói o que com tanto esforço se consegui...
O que faz o pássaro?
Pára,
abandona a tarefa?
De maneira nenhuma. Começa, uma outra vez,
até que no ninho apareçam os primeiros ovos.
Muitas vezes, antes que nasçam os filhotes,
um animal, uma criança, uma tormenta,
volta a destruir o ninho, mas agora com seu precioso conteúdo...
Dói recomeçar do zero... Mas ainda assim o pássaro
jamais emudece, nem retrocede, segue cantando
e construindo, construindo e cantando...
Já sentiu que sua vida, seu trabalho, sua família,
seus amigos não são o que você sonhou?
Tem vontade de dizer basta, não vale a pena o esforço, isto é demasiado para mim?
Você está cansado de recomeçar, do desgaste
da luta diária, da confiança traída, das metas não alcançadas quando estava a ponto de conseguir?
Mesmo que a vida o golpeie mais uma vez,
não se entregue nunca, faça uma oração,
ponha sua esperança na frente e avance.
Não se preocupe se na batalha seja ferido,
é esperado que algo assim aconteça.
Junte os pedaços de sua esperança, arme-a
de novo e volte a ir em frente.
Não importa o que você passe...
Não desanime, siga adiante.
A vida é um desafio constante, mas vale a pena aceitá-lo. E sobretudo... Nunca deixe de cantar.

Faça a sua parte....

Num bairro pobre de uma cidade distante, morava uma menina muito bonita. Ela freqüentava a escola local. Sua mãe não tinha muito cuidado e a criança quase sempre se apresentava suja. Suas roupas eram velhas maltratadas.
O professor ficou penalizado com a situação da menina.
- "Como é que uma menina tão bonita pode vir tão mal arrumada para a escola?".
Separou algum dinheiro do seu salário e, embora com dificuldade, resolveu lhe comprar um vestido novo.
Ela ficou linda no vestido azul!
Quando a mãe viu a filha
naquele lindo vestido azul, sentiu que era lamentável que sua filha, vestindo aquele traje novo, fosse tão suja para a escola. Por isso, passou a lhe dar banho todos os dias, pentear seus cabelos, cortar suas unhas...
Quando acabou a semana, o pai falou:
- "Mulher, você não acha uma vergonha que nossa filha, sendo tão bonita e bem arrumada, more em um lugar como este, caindo aos pedaços? Que tal você ajeitar a casa?
Nas horas vagas, eu vou dar uma pintura nas paredes, consertar a cerca, plantar um jardim."
Logo mais, a casa se destacava na pequena vila pela beleza das flores que enchiam o jardim, e o cuidado em todos os detalhes. Os vizinhos ficaram envergonhados por morar em barracos feios e resolveram também arrumar as suas casas, plantar flores, usar pintura e criatividade.
Em pouco tempo, o bairro todo estava transformado..
Um homem, que acompanhava os esforços e as lutas daquela gente, pensou que eles bem mereciam um auxílio das autoridades. Foi ao prefeito expor suas idéias e saiu de lá com autorização para formar uma comissão para estudar os melhoramentos que seriam necessários ao bairro.
A rua, de barro e lama, foi substituída por asfalto e calçadas de pedra.
Os esgotos a céu aberto foram canalizados e o bairro ganhou ares de cidadania.
E tudo começou com um vestido azul...
Não era intenção daquele professor consertar toda a rua, nem criar um organismo que socorresse o bairro. Ele fez o que podia, deu a sua parte. Fez o primeiro movimento que acabou fazendo que outras pessoas se motivassem a lutar por melhorias.
Será que cada um de nós está fazendo a sua parte no lugar em que vive? Por acaso somos daqueles que somente apontamos os buracos da rua, as crianças à solta sem escola e violência do trânsito?
Lembremos que é difícil mudar o estado total das coisas. Que é difícil limpar toda a rua, mas é fácil varrer a nossa calçada. É difícil reconstruir um planeta, mas é possível dar um vestido azul.

Há moedas de amor que valem mais do que os tesouros bancários, quando endereçadas no momento próprio e com bondade.
Você acaba de receber um lindo vestido azul.

Faça a sua parte. Encaminhe essa mensagem para os seus amigos. Ajude-nos a melhorar o PLANETA!

segunda-feira, 11 de maio de 2009


Programa Tardes da Júlia, da TVI - Portugal no dia 29 de Abril.Foi muito gratificante poder contar a minha história e a mudança da minha actividade profissional. Pude divulgar a minha "arte" e demonstrar o quanto estou feliz aqui em Portugal.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Reciclando Ideias

Façamos da interrupção um caminho novo....
Da queda um passo de dança....
Do medo uma escada....
Do sonho uma ponte....
Da procura um Encontro
Fernando Sabino